Escócia – Segunda Parte

Nosso segundo dia em Edimburgo foi um pouco mais tranquilo, mas tão interessante quanto o primeiro. Acordamos cedo novamente e seguimos para o Holyrood Park, onde fica localizado o famoso Artur’s Seat. Há dois caminhos para seguir, um deles bem tranquilo e o outro um pouco mais ingrime. Optamos claro, pelo ingrime, e por conta disso não chegamos até o final. Caminhamos por cerca de 30 minutos, metade do percurso. Mas já tivemos uma linda vista da cidade.

Do alto do morro pudemos avistar o Holyrood Palace, atualmente disponível para a Rainha Elizabeth passar férias. Você também pode entrar no palácio e visitar vários cômodos, mas infelizmente estava fechado no período da nossa viagem. Há uma verdadeira fortaleza em frente, impedindo com que as pessoas cheguem perto da entrada principal.

Então, seguimos para o Museum of Childhood (Museu da Infância). A entrada é grátis e você pode ver muitos brinquedos antigos. Uma experiência bacana que pode mostrar as crianças de hoje, como era ser criança no passado. Com brinquedos de madeira sem nenhuma tecnologia!

E a nossa última parada foi no National Museum of Scotland (Museu Nacional da Escócia). A entrada também é gratuita e você pode tranquilamente ficar lá por mais de 2 horas. Lá você pode conhecer muito sobre os animais, povos antigos que habitavam a Escócia, rochas e tecnologia, além de claro, a história da Escócia. Uma viagem espetacular do passado ao futuro. Indicamos uma visita ao museu.

O museu possui muitos animais empalhados e você pode conhecer sobre várias espécies.

Crystal extraído do Rio Grande do Sul, Brasil. Foi parar no museu da Escócia

Tarcio fugindo do Tiranossauro Rex

Tivemos poucos dias, mas para quem pode ficar um pouco mais, não deixe de conhecer as highlands e alguns lagos escoceses como o famoso Lago Ness. Bom, tentamos fazer um post simples e objetivo, indicando lugares para visitar e contando um pouco da nossa experiência nesse fantástico país. Esperamos ter ajudado. Não podíamos deixar de terminar esse post com uma foto de um escocês com trajes típicos tocando gaita de fole… Thank you!

Anúncios
Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Escócia – Primeira Parte

Além de estudar, um dos nossos objetivos aqui na Europa é aproveitar para viajar. Estando aqui é muito fácil de conhecer outros países com uma tarifa muito, mas muito baixa em relação ao Brasil. Depois de dois meses e meio aqui, decidimos que era a hora de fazer nossa primeira viagem. Como ainda estamos contendo custos, o destino foi a passagem área mais barata da Ryanair, Escócia. A nossa viagem começou as 7 horas da manhã de sábado quando pegamos o ônibus que vai para o aeroporto. Saímos 9h30min e meia hora depois já estavamos em terras escocesas. Paramos no aeroporto de Glasgow Pretwisck, que fica afastado do centro da cidade. Geralmente a Ryanair deixa você em aeroportos distantes. Pegamos o trem da companhia ScottRail, na estação do próprio aeroporto.

Levamos aproximadamente 45 minutos até o centro de Glasgow. Os tickets são vendidos dentro do próprio trem, mas caso não dê tempo de o fiscal passar para vender, você deve comprar na estação de desembarque. Para sair da estação, é obrigatório obter o ticket. Se você apresentar a passagem da Ryanair ganha desconto. Pagamos 3,50 libras cada. Em Glasgow tudo é muito próximo. Você pode tranquilamente fazer os pontos turísticos a pé. Uma cidade bonita, mas não indicamos ir para lá se você também for para Edimburgo. Não há nada de diferente em Glasgow que você não possa fazer na capital escocesa. Visitamos alguns museus, parques e andamos de roda gigante. No fim do dia pegamos o trem rumo a Edimburgo.

Mais 1h30min de viagem e chegamos a maravilhosa Edimburgo. Uma cidade incrivelmente bonita, com muitas atrações turísticas. Fomos direto para o hostel fazer o check in e enfim nos desfazer das nossas mochilas. High Street Hostel é um hostel simples, mas fica no coração de Edimburgo. Além disso, custou apenas 15 euros por noite, para cada um. Dividimos o quarto com mais oito pessoas. Há um supermercado apenas a 5 minutos do hostel, onde fizemos nossa primeira compra para a refeição de sábado a noite. A cozinha é o lugar certo para conhecer novas pessoas e treinar o seu inglês.

Na manhã seguinte, acordamos 6h30min para seguir nosso roteiro e aproveitar ao máximo a cidade. A primeira parada foi no Caltn Hill, um parque de onde se pode avistar Edimburgo. Lá existem dois importantes monumentos, o National Monument of Scotland e Nelson Monument.

O Monumento Nacional da Escócia , popularmente conhecido como vergonha de Edimburgo , é um edifício inacabado. Um memorial nacional da Escócia para os soldados escoceses e marinheiros que morreram lutando na Guerras Napoleônicas. A construção começou em 1826 eo prédio foi deixado em seu estado inacabado em 1829.

O Monumento Nelson é uma torre comemorativa em homenagem ao vice-almirante Horatio Nelson. Foi construído entre 1807 e 1815 para comemorar a vitória de Nelson sobre as frotas francesas e espanholas na batalha de Trafalgar em 1805.

O Monumento Nelson é uma torre comemorativa em homenagem ao vice-almirante Horatio Nelson. Foi construído entre 1807 e 1815 para comemorar a vitória de Nelson sobre as frotas francesas e espanholas na batalha de Trafalgar em 1805.

Logo em seguida fomos para o Scott Monument, localizado no centro de Edimburgo, próximo a estação de trem.

Depois, fomos para a Câmera Obscura do Ilusionismo. Simplesmente fantástica. Pagamos 9 libras com tarifa estudantil e recomendamos. Você pode brincar com a sua mente o tempo inteiro, e na maioria das vezes ser enganado por ela.

Ilusão de ótica!

Falar na escócia e não lembrar de whisky é quase que impossível. Então, não podíamos deixar de visitar a Whisky Experience, um lugar onde você pode conhecer todo o processo de produção do whisky escocês e no final degustar. O passeio dura cerca de 45 minutos e custa 10 libras para estudante. Para quem não fala inglês ainda, assim como nós, tem a opção de escolher o áudio em português de Portugal.

Depois de uma pequena pausa para o almoço, fomos para o Edinburgh Castle. O ticket custa 12 libras, com tarifa para estudante. O castelo é muito grande e representa toda a história da cidade. Você pode visitar o castelo pelo interior e conhecer a história. Além disso, pode entrar na sala onde ficam guardados a coroa do Rei e as jóias da Rainha. Infelizmente não pudemos fotografar, mas foi a parte mais interessante da visita ao castelo.

Para terminar o primeiro dia em Edimburgo fomos para a National Gallery, e paramos para descansar no Princess Garden. Terminamos o dia na companhia de um esquilo, que aceitou nossa bolacha e correu para o galho de uma árvore…

Primeiro dia em Edimburgo foi fantástico. Uma cidade que tem cheiro de whisky em todos os cantos e um ar extremamente Europeu. Como o dia foi longo, não coube tudo em um post… no próximo post falaremos sobre o segundo dia. See you soon…

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , | 3 comentários

Voando barato com a Ryanair

Primeiro gostariamos de começar pedindo desculpa pela demora na postagem. Nós ficamos alguns dias sem postar, mas realmente as coisas estão um pouco corridas. Mas aqui vai o assunto de hoje: Ryanair, uma companhia aérea irlandesa muito barata que opera em 28 países. Um dos desejos dos intercambistas que estão na Europa, é aproveitar pela facilidade de poder conhecer outros países. Recebido o visto em um país, você tem acesso livre a toda União Europeia. Mas claro, intercambista geralmente está sempre economizando dinheiro então precisa buscar soluções mais baratas.

Os preços variam por destino, mas alguns países ficam em torno de 30 Euros, com retorno, realmente muito barato mesmo se você for converter para Real. Já ouvimos histórias (nunca vimos) de pessoas que compraram passagens por até 1 euro. Não duvidamos dessa possibilidade! Vale lembrar que como é uma empresa de baixo custo, o serviço de bordo é cobrado. Se você quiser beber água dentro do avião, precisa pagar. E com certeza não será barato. Muitos criticam a qualidade dos serviços da Ryanair, mas óbvio que você não pode comparar com uma empresa como TAM, assim como você também não pode comparar com os preços da TAM. A Ryanair não é a melhor empresa aérea do mundo, mas com certeza é a melhor opção para quem deseja economizar.

Você só precisa ficar atento quando for comprar sua passagem. Preste atenção nas opções dos horários porque pode haver taxa em alguns deles. Além disso, a Ryanair cobra uma taxa de 6 Euros por rota, então sua passagem pode ficar 12 Euros mais cara. Para isso não acontecer basta comprar uma vez um cartão pré-pago que custa 5 Euros que pode ser adquirido no Jervis Shopping Centre. Como os preços são baixos, a empresa vai oferecer mil serviços até você conseguir finalizar a compra. Apenas coloque não para todas as ofertas.

Para viajar com a empresa você pode levar apenas uma bagagem de 10 quilos. Isso incluiu tudo, sua bolsa, sacola, a regra é bem clara, apenas uma bagagem. Fomos para Escócia na semana passada com a Ryanair (vamos falar sobre a viagem em outro post) e não tivemos problemas. Na ida eles não pesaram nossas bagagens, e nem deram importância se alguém levava mais de uma. Mas quando estávamos voltando para Dublin, uma menina estava com excesso de peso na mala e precisou deixar algumas coisas no aeroporto. Ela chorava e pedia para eles deixarem ela passar, mas não teve acordo. Perdeu algumas coisas. Então não custa respeitar as regras.

Isso não é propaganda, é dica! Fique atento no site, os preços sempre mudam e surgem algumas promoções. Boa viagem!

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Au Pair em Dublin

Depois de estabelecer tudo por aqui, chega a hora de procurar emprego. Uma tarefa não tão simples assim, já que a maioria dos lugares pede inglês fluente e experiência. Assim que chegamos aqui, eu comecei a pensar na possibilidade de ser Au Pair (pessoa que cuida de crianças) e percebi que havia mais chances de conseguir uma vaga assim. Você pode optar pelas vagas live in (morar com a família) ou live out. Ser Au Pair live in tem algumas vantagens, pois você não precisa gastar com moradia e alimentação, ou seja, o salário que recebe fica limpo para você. Além de precisar falar inglês o tempo todo e aprender muito com a família.
Completado um mês em Dublin, fiz meu cadastro com a Greice, e uma semana depois consegui uma entrevista. Adorei a família, e eles me ligaram no mesmo dia para dizer que a vaga era minha. Me mudei para a casa deles e já estou aqui há pouco mais de um mês. Eles são muito legais e me tratam como filha. Minha vaga é live in, portanto não posso mais morar com o Tarcio, então nos vemos nos fins de semana como era no Brasil. Isso é bom? Óbvio que não. Aumenta mais ainda minha saudade já que só tenho ele aqui, mas as vezes precisamos seguir por um caminho que não tínhamos planejado. E esse dinheiro está me ajudando muito nesse momento, afinal é emprego e não posso descartar pela simples comodidade de querer morar com ele.
O trabalho é muito simples, cuidar de duas crianças. Alex tem 3 anos e Sarah tem 9. Preciso levar Sarah para escola, levar Alex para o playgroup (uma casa onde ele passa duas horas brincando com outras crianças), preparar algo para o almoço (eles comem sanduíches), manter cozinha e sala organizada e cuidar da roupa das crianças. Por causa disso, precisei pedir férias da escola, e por enquanto vou apenas trabalhar. Aqui onde eu moro (Dublin 15), tem aula de inglês grátis todas as quinta-feiras, então continuo estudando lá e em casa. Vale a pena trancar a escola? Depende da necessidade de cada um, mas posso garantir que aprendo mais aqui, falando todos os dias do que dentro da sala de aula, onde só tem brasileiros. Claro, depois volto e concluo meu curso.
Combinei com eles seis meses de trabalho, então vou ficar aqui até metade de setembro. A casa é enorme, super confortável, tenho meu próprio quarto, uma sala só para mim onde posso assistir filmes quando quero, estudar, receber amigos… mas eles sempre estão me chamando para ficar com eles. Posso comer o que quero, a hora que quero, e eles sempre me perguntam se quero algo do mercado. Não sei se todos tem a mesma sorte de achar uma família tão legal, mas a minha dica é: faça uma experiência de Au Pair! Abaixo, umas fotinhos do meu novo lar e das crianças:

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , | 12 comentários

Meu blog no Município Mais

Essa semana inscrevemos o Direto da Irlanda em um Concurso Cultural de um site (municipiomais.com.br) da nossa cidade. Estamos concorrendo a um Ipad 2 e também a oportunidade de os nossos posts serem publicados semanalmente no site. Para sermos um dos finalistas precisamos ficar entre os três blogs mais curtidos e tuitados. Você que nos acompanha, ajude o Direto da Irlanda a chegar na final. Depois, um juri interno do Município Mais escolherá o melhor post dentre os mais apontados pelos internautas, e o autor da melhor ideia/postagem será o novo blogueiro do Município Mais, com um espaço exclusivo para falar sobre o assunto predileto no site.

Basta acessar esse link, curtir e tuitar no fim da página: http://www.municipiomais.com.br/site/opiniao/meu-blog/intercambio-como-isso-foi-possivel

O Concurso vai até dia 1º de junho! Apoie o Direto da Irlanda…
Obrigado!

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Uma ótima maneira de aprender inglês

Uma ótima maneira de praticar o inglês é frequentar o cinema. Assim que chegamos em Dublin, descobrimos que existe um cinema onde você pode pagar mensalmente e assistir quantos filmes quiser. Ao invés de ficar só em cima dos livros, essa também é uma maneira agradável de estudar porque você tem a oportunidade de praticar a audição em inglês.

Para isso, você precisar emitir um cartão no Cineworld, que fica na Parnel Street. Um grande prédio que possui 17 salas de cinema. Todas as sextas-feiras estreiam novos filmes. Você precisa preencher um cadastro e cerca de 10 dias depois recebe o cartão em casa. Precisa pagar 20 euros mensais e tem acesso ilimitado. Porém, na emissão do cartão, você precisa pagar dois meses, somando 40 euros… Consequentemente, próximo já está pago. Esse valor é debitado da sua conta bancária irlandesa. O contrato tem validade de um ano.

Nós já assistimos vários filmes. As primeiras vezes é complicado para entender, mas apenas com a imagem você é capaz de entender o contexto. É muito gratificante quando você percebe que consegue compreender algumas palavras, e até algumas frases inteiras. Como nosso inglês ainda é básico, entendemos poucas frases, mas podemos perceber a evolução a cada filme. Isso também depende do tipo de filme que você gosta de assistir. Alguns são muito fáceis, e outros mais difíceis. Uma das nossas boas experiências foi The Muppets e Mirror Mirror, entendemos quase o filme todo. Mas em contrapartida, já assistimos filmes que pegamos apenas poucas palavras.

A nossa dica é: Se você gosta de ir ao cinema, não pense nisso com um gasto, e sim como um investimento para o seu inglês. Vale muito a pena!

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , | 2 comentários

“O que eu preciso fazer após o desembarque?”

Assim que você desembarca em Dublin, fica maravilhado com cada centímetro da cidade. Tudo é novidade, e você quer abraçar o mundo naquele mesmo dia. Porém, é preciso ter foco porque há muitas coisas para resolver após desembarcar na ilha esmeralda. Além de achar uma casa (que já falamos sobre isso aqui no blog, não é uma tarefa muito simples), é necessário agilizar todos os documentos para você tornar-se um intercambista legal.

O primeiro passo é fazer o PPS (um número de identificação semelhante ao CPF brasileiro, uma forma de controle do governo irlandês). Para emitir seu PPS você precisar solicitar uma carta em sua escola e ter um endereço fixo. Não sei quanto às outras escolas, mas a ECM demora de três a quatro dias para entregar essa carta. Assim que estiver pronta, você leva a carta da escola, comprovante de residência e passaporte num lugar específico para emissão do documento. O número do seu PPS chega na sua casa em uma folha A4.

Feito isso, chegou a hora de abrir a conta no banco irlandês. Existem três bancos famosos em Dublin: AIB, Bank of Ireland e Ulster. Nós abrimos no Bank of Ireland por recomendação da nossa escola, mas o processo é igual em todos os bancos. Para abrir a conta bancária, você precisa solicitar uma nova carta na escola, que demora cerca de uma semana para chegar, e levar junto com o PPS ao banco escolhido. É um processo rápido e fácil. Depois de aberta a conta, o banco vai enviar a senha e o cartão (separadamente) para o seu endereço, esse processo demora mais uma semana. Assim que receber os dois, você pode depositar o dinheiro. É importante esperar chegar o cartão e a senha para sua própria segurança. Após realizar o depósito, você espera 48 horas e solicita um extrato bancário. É obrigatório ter no mínimo 3 mil euros na conta para você apresentar o extrato na imigração posteriormente. Esse extrato será enviado através do correio para seu endereço, e pode demorar mais uma semana para chegar.

Com o extrato em mãos, você tem que solicitar uma nova carta na escola. Desta vez, para emitir o GNIB (visto para um ano). A escola envia a original para a imigração e você solicita a cópia na secretária junto com o seguro governamental. Para retirar o seu visto você precisa levar esses documentos e o passaporte. Também é um processo rápido e fácil e o documento fica pronto na hora. É necessário pagar 150 euros para emissão do GNIB (a dica é pagar com cartão de débito).

Como você pode ver, tornar-se um estudante legal é uma tarefa, mas um também um pouco chata e demorada. É importante cobrar que a escola agilize os documentos rapidamente. Para quem pretende vir com apenas 3 mil euros, é um pouco apertado. Porque você só poderá usar esse dinheiro, após solicitar o extrato para apresentar na imigração, e como você viu esse processo pode demorar até um mês. Porém, nesse tempo você terá gastos com casa, alimentação e outros. Quem vir sozinho precisa trazer dinheiro extra para pelo menos pagar o aluguel e se virar nas primeiras semanas. Esteja preparado e boa sorte!!!

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , | 3 comentários

Martenitsa: ritual concluído

Depois de quase um mês usando nosso Martenitsa, (presente que o nosso amigo Giorgi nos deu e contamos em outro post, lembra?) com o início da primavera aqui no hemisfério norte chegou a hora de concluir o ritual da tradição búlgara. Só para relembrar, o Martenitsa é um acessório, geralmente um broche para as mulheres e uma pulseira para os homens, de cor vermelha e branca que traz vida longa e saúde para aquele que recebeu o presente.

Segundo a tradição da Bulgária, o objetivo é acalmar os ânimos de Baba Marta, uma importante personagem do folclore local. Uma senhora temperamental que muda constantemente de humor. A idéia é deixá-la feliz, fazendo com que ela leve embora o inverno, e permita que a primavera chegue, trazendo saúde, felicidade, prosperidade e fertilidade.

A tradição ainda diz que quando chega a primavera você deve pendurar o Martenitsa em uma árvore ou por embaixo de uma pedra. Então, nesta semana escolhemos a árvore mais bonita de Dublin, digna de receber um presente tão especial que realmente nos trouxe muitas coisas boas. Que o Martenitsa traga para natureza tantas coisas como trouxe para nós…

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , | 1 Comentário

Agora são 4 horas de diferença…

Assim como no Brasil, Dublin também tem horário de verão. No último domingo os relógios foram adiantados em uma hora fazendo com que a diferença de horário entre Brasil/Irlanda fique ainda maior. Agora são 4 horas de fuso! Isso faz com que permaneça claro por mais tempo. Se antes escurecia perto das 17 horas, agora na primavera, o sol vai embora perto das 20 horas!

Além disso, com a chegada da estação das flores aqui no hemisfério norte, as ruas ficam mais coloridas e a cidade fica ainda mais bonita. No último final de semana as temperaturas foram “elevadas” por aqui: 17 graus! As pessoas já saíram às ruas de regatas, shorts e sandálias. Hoje faz 14 graus e há um sol lindo lá fora. Uma Dublin bem diferente de um mês atrás!

Então, aproveitem para por os casacos pesados no fundo do guarda-roupa…

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

O maior festival da Irlanda

Dublin se transforma no dia 17 de março. Uma cidade escura, com prédios antigos e sempre nublada, vira um mar verde de gente. Todos para prestigiar a grande festa em homenagem a St. Patrick (São Patrício), o padroeiro da Irlanda. Os dados históricos apontam que São Patrício nasceu na Grã-Bretanha e foi vendido para a Irlanda como escravo. Após seis anos na ilha, conseguiu fugir e retornar para casa. Lá ele iniciou uma vida religiosa e decidiu voltar para a Irlanda e pregar o evangelho.

São Patrício usava um trevo de três folhas que representa a santíssima trindade. O trevo se tornou um símbolo do país, e no St. Patrick’s Day as pessoas se vestem de verde para fazer uma referência ao trevo. Segundo a lenda, São Patrício expulsou as cobras da ilha, por isso existem algumas imagens do santo esmagando serpentes com o cajado.

Um verdadeiro festival é organizado para festejar essa data. Dublin recebe muitos turistas de toda a Europa e as lojas de acessórios ficam lotadas. Óculos, chapéus, colares, brincos, tiaras, gravatas e roupas verdes fazem parte do traje de todo mundo. A movimentação começa cedo e as pessoas se posicionam entre as ruas O´Connel (onde começa) e a Demi Street (onde termina) para assistir o grande desfile que inicia ao meio dia. A dica é ir cedo para pegar um bom lugar. Chegamos em cima da hora e não conseguimos ver nada.

Como não é permitido beber na rua, após a parada a maioria das pessoas vai para a região do Temple Bar, escolhe um pub e a festa continua.  Em muitos deles, você não consegue entrar devido ao grande número de pessoas. Nós escolhemos o tradicional The Oliver St.John Gogarty que também estava cheio.

Se você quiser conferir um pouco dessa festa, fizemos um vídeo.

Então, reúna um grupo de amigos, vista algo verde, entre na cultura e se divirta. Assim nós fizemos. Abraços e até o próximo post.

Em pé: Emel (Irlandesa), Bruna, Phamela, Jin (Sul Coreano), Tarcio e Rafael. Agachadas: Gilka (Brasileira) e Rani (Sul Coreana).

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , | 4 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.